viagem | Férias na Suíça (cantões de Vaud, Friburgo e Neuchâtel)

by - quarta-feira, outubro 04, 2017

Neste verão partilhei no meu Instagram algumas fotos das minhas férias na Suíça, sem revelar muitos pormenores e sem comentar com muitas pessoas que ia visitar esse país - tenho esta superstição em que acredito que, se contar os meus planos a várias pessoas, eles podem não se concretizar. Sonhei com esta viagem ao longo de um ano e, mesmo tendo ficado desempregada, não podia de forma nenhuma adiá-la!

A ideia surgiu por parte da minha mãe, que vive nesse país com o meu irmão. O meu irmão iria fazer 18 anos em julho, uma data bem especial, por isso seria bom fazer-lhe uma surpresa aparecendo lá para celebrarmos o aniversário juntos. Assim foi! Eu e o Zé comprámos a viagem, marcámos as nossas férias e fomos com grande expectativa - eu já tinha visitado este país no Natal de 2012 (falei-vos sobre isso neste e neste post) mas ele não, por isso seria uma nova experiência juntos.

Por esta ser uma viagem muito pessoal estava na dúvida se a publicaria ou não. Mas optei por o fazer dando a conhecer um pouco das atrações turísticas dos cantões de Vaud, Friburgo e Neuchâtel que visitámos. Ficámos durante uma semana e, mesmo não tenho planeado tudo ao detalhe, conseguimos visitar vários sítios nestes três cantões. Abaixo dou-vos a conhecer um pouco dos principais, preparem-se para a rajada de fotografias!  😀

Por ter ficado alojada em casa da minha família e ter viajado várias vezes com o carro da minha mãe não vos posso dar muitas dicas de alojamento e transportes, mas mesmo assim acho que vale a pena ficarem a conhecer!


Yverdon-Les-Bains, Vaud


A localidade em que ficámos chama-se Yverdon-Les-Bains e é uma cidade pequena com 28 mil habitantes, nas margens do lago Neuchâtel e conhecida sobretudo pela sua estância termal e castelo medieval. A cidade é bastante calma e segura, tem bons acessos, linha de comboio, uma popular rua de comércio, parque de campismo, praia no lago e, como seria de esperar, muitas zonas verdes para passear.

Na manhã do primeiro dia decidimos fazer um passeio pedestre para visitar o Centre Pro Natura de Champ-Pittet, que fica a cerca de 2km do centro da cidade. Este é um espaço que oferece uma vista privilegiada para o Grande Cariçaie, o maior pântano da Suíça, localizado no lago Neuchâtel. A entrada no Pro Natura é livre mas, se quiserem ter acesso à cabine com vista panorâmica para o lado, a entrada é de CHF 8.- para adultos (cerca de 7€). A paisagem é incrível e podemos observar várias espécies de aves, por isso não se esqueçam da vossa máquina fotográfica - e levem objetivas de longo alcance, se tiverem!


Em Yverdon visitámos ainda o jardim que tem os menires (Menhirs de Clendy) e é considerado uma das 10 atrações da cidade de Yverdon segundo o TripAdvisor. É um bom local para passear ao ar livre mas, honestamente, não achei nada de especial...



Grandson, Vaud

Na tarde do dia em que visitámos o Pro Natura aproveitámos para visitar a vila de Grandson, que fica a 5 minutos de comboio de Yverdon-Les-Bains. É uma localidade com traços medievais e não nos pareceu que tivesse muito mais para visitar além do Castelo de Grandson, com uma vista igualmente incrível para o lago - além disso era domingo, estava praticamente tudo fechado. A entrada é de CHF 12.- para adultos (cerca de 10,50€) e tem no seu interior várias exposições e salas com mobiliário da época. Para mim faz todo o sentido visitar castelos com "recheio", que não são apenas paredes de pedra, pois permite sempre imaginar um pouco de como era a vida na época.



Saut-de-Brot em Brot-Dessous, Neuchâtel

Sendo a Suíça um país com tantas atrações naturais e tanto verde nós fizemos questão de explorar alguns percursos pedestres por lá. Numa pesquisa no Google descobri uma pequena maravilha chamada Saut-de-Brot, na localidade de Brot-Dessous, cantão de Neuchâtel. Não encontrei muita informação sobre ela na net, apenas percebi que se trata de uma ponte de pedra escondida entre duas grandes encostas, no meio de nenhures. Isso dificultou um pouco a nossa orientação para lá chegarmos, mesmo de carro e com GPS, mas percebemos que o percurso começa em Champ du Moulin (onde, inclusivamente, existe uma paragem de comboio) e tem a distância de 2km junto à margem do rio Les Moyats, passando por uma usina elétrica. Penso que estas indicações são suficientes caso queiram visitar o local, de qualquer forma o trajeto está bem assinalado assim que chegamos a Champ du Moulin.


As fotografias não fazem jus ao local, que vale muito a pena visitar! O percurso é lindo e a ponte é realmente mágica, parece retirada de um conto de fadas. Foi um dos sítios nestas férias na Suíça que mais gostei de visitar!


Neuchâtel

A nossa passagem por Neuchâtel foi rápida, apenas parámos para almoçar e tirar umas fotografias junto ao lago. O almoço foi bastante em conta para os preços que que normalmente são praticados neste país: na Maison Des Halles o prato do dia custou-nos CHF 20.- (cerca de 17,50€), fomos muito bem atendidos e a comida estava excelente! A visita para conhecer melhor esta cidade ficará para uma próxima pois achei-a muito encantadora e, além disso, tem um castelo que penso valer a pena conhecer.



Maison Cailler em Broc, Friburgo

Depois da paragem em Neuchâtel o nosso destino não podia ter sido mais doce: fomos à Maison Cailler! Esta fábrica de chocolate era o sítio que eu mais queria visitar nas nossas férias na Suíça e não me desiludiu! Eu, o Zé e o meu irmão participámos no Atelier du Chocolat, um workshop/demonstração de chocolate em grupo em que podemos produzir os nossos próprios chocolates Cailler. Se estiverem a planear visitar a Maison Cailler aconselho vivamente a que se inscrevam nesta atividade: tem a duração de 1h30, custa CHF 37.- (cerca de 30€) por pessoa e inclui a visita ao museu, os chocolates feitos durante o workshop e um avental da marca Cailler. Nós adorámos, foi um dos pontos altos da nossa viagem! No final do workshop e visita aproveitámos para comprar chocolates na loja para levar como recordação a amigos e familiares (mas os preços não muito mais baratos que nos supermercados, não se deixem iludir).


Les Gorges de Covatannaz em Sainte-Croix, Vaud

Numa das manhãs dos dias seguintes eu e o Zé decidimos fazer mais um percurso pedestre nas redondezas. Encontrámos na net este PDF com vários roteiros e, como não tínhamos muito tempo para explorar, escolhemos o percurso Les Gorges de Covatannaz, de 5km, que nos levaria a visitar uma cascata no interior da natureza. O percurso começa em Sainte-Croix, atravessa alguns campos agrícolas e uma aldeia, está bem identificado e é fácil de percorrer. No final a visão da cascata valeu bem a pena: é um sítio muito calmo, bonito e onde sabe bem estar!



Lausanne, Vaud

Quando as nossas férias estavam a chegar ao fim, o meu irmão insistiu para que fossemos conhecer também a cidade de Lausanne, onde ele estuda e trabalha. Esta é a segunda maior cidade na margem do lago Léman (também conhecido como Lac de Genève), o maior lago da Europa Ocidental e que banha também a cidade de Genebra e uma parte de França.

Lausanne é uma cidade de estudantes onde há muito para ver e fazer mas, infelizmente, não tivemos muito tempo disponível para a visitar como devíamos. Fomos de comboio de Yverdon até lá, tendo comprado um bilhete completo que nos deu acesso às viagens de comboio, de metro, autocarro e também de barco no lago. Este bilhete pode ser comprado nas estações de comboio, custa CHF 24.50 (cerca de 21€) por pessoa, tem a duração de um dia e, só pela viagem de barco (que tem a duração de 2h), vale muito a pena!

Passeámos um pouco pela cidade e fomos fazer o passeio de barco no lago Léman - que muitas pessoas fazem no início e no final do seu dia de trabalho para irem trabalhar em França, que fica exatamente do outro lado da margem.



A Suíça é um país verdadeiramente incrível, sobretudo para apreciadores da natureza como nós. Ficou muito por visitar nestes três cantões mas decerto teremos mais oportunidades! Não posso deixar de lembrar que, mais importante que visitar todos estes locais, foi mesmo poder voltar a estar com a família família e viver esta experiência com o Zé. Isso sim torna a viagem muito mais especial! 😊

Posts relacionados

1 comentários

  1. Tenho muita curiosidade sobre a Suiça, essas paisagens e claro o chocolate deixam-me a suspirar! Deve ter sido incrível.:)

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}