passeio | Um passeio abençoado no Buçaco

9.5.16 SARA SILVA 5 Comments


Costuma dizer-se "boda molhada, boda abençoada",
será que se aplica aos aniversários também?


Eu e o Zé somos mais de oferecer experiências um ao outro do que bens materiais. Por isso, quando no passado mês de Abril partilhei com ele o meu entusiasmo pelo palácio e Mata Nacional do Buçaco - que, até então, estranhamente eu desconhecia! - ele decidiu que o meu 24º aniversário seria passado por esses lados, com direito a estadia num hotel durante esse fim-de-semana (7 e 8 de Maio). Não foi surpresa, mas claro que adorei a ideia!

À medida que se aproximavam esses dias especiais, a previsão de chuva confirmava-se. Por mais entusiasmados e optimistas que estivéssemos, era certo que o mau tempo ia afectar os nossos planos de passear pela Serra do Buçaco e arredores. O que é que vocês fariam? No nosso caso não havia opção: com o quarto reservado, o hotel ia cobrar-nos quer fossemos, quer não.

Numa pesquisa rápida, e pedindo alguns conselhos à Daniela do Another Lovely Blog (obrigada mais uma vez!), anotei alguns pontos de interesse indoor para visitar em Coimbra. Esse seria o nosso plano B mas, para provar que muitas vezes o imprevisto sabe melhor que o planeado, acabámos por o deixar de lado e fazer o que nos apeteceu no momento #yolo

Saímos de casa no Sábado de manhã e, já que iríamos passar pela Mealhada à hora do almoço, não foi difícil escolher o que almoçar nesta ocasião especial ☺

paragem para almoçar no restaurante Rei dos Leitões, na Mealhada
(a última fotografia é a sobremesa típica da região: Morgado do Buçaco - delicioso!)

Depois desta boa refeição, o fim-de-semana já não parecia tão cinzento. Fomos ao Grande Hotel de Luso fazer o check-in e ficámos a descontrair um bocado. O hotel tem um ambiente tão relaxante e uma sala de lounge tão confortável e inspiradora que quase nos deixámos levar pela vontade de lá ficar o resto da tarde! Mas, como não podia deixar de ser, acabámos por pegar no carro e ir ao Buçaco - afinal era por isso que ali estávamos.

Para quem não sabe, é cobrada uma entrada de 5€ a quem entra de carro na Mata Nacional do Buçaco - nós fomos apanhados de surpresa.

Apesar de estar a chover e de eu não estar vestida nem calçada para passeios nessas condições, não resistimos a sair do carro para espreitar a incrível Fonte Fria, a lagoa, o Vale dos Fetos e, uns metros à frente, dar uma volta em redor do Palácio do Buçaco (não entrámos no Convento de Santa Cruz do Buçaco, que também tem entrada paga - 2€). 
a Fonte Fria, na Mata Nacional do Buçaco
o lago, mesmo em frente à Fonte Fria
uma (ínfima) parte dos percursos pedestres na Mata Nacional do Buçaco
o meu belo look de passeio pelo Buçaco, com um casaco impermeável do Zé, porque nem isso me lembrei de levar!
o incrível Palácio do Buçaco, que é um hotel desde 1917
o Convento de Santa Cruz do Buçaco
Porta de Sula: uma das entradas pedestres na Mata Nacional do Buçaco

São sítios simplesmente arrebatadores! Apetece lá ficar durante horas, a apreciar tudo, envoltos naquela atmosfera mágica, pacífica e inspiradora. Não há como não gostar, e nós prometemos voltar com melhor tempo, para explorar a mata a pé e assim ter a experiência completa de um passeio pelo Buçaco!

Já ao final do dia, voltámos ao hotel e ficámos a fazer tempo até à hora de jantar. Descobrimos que, numa rua paralela ao hotel, existe um restaurante romântico, o Pedra de Sal, e fomos lá comer uns deliciosos lagartos e abanicos de porco preto, acompanhados de um vinho branco da Anadia - fico a salivar só de me lembrar, é por estas e por outras que não me converto ao vegetarianismo! ahahah

A noite terminou no hotel (no Luso não parece haver muito para fazer à noite), com a certeza que aproveitámos ao máximo este dia, apesar do tempo não ter estado a nosso favor. Chuva e vento à parte, senti-me abençoada por ter o Zé na minha vida e por poder desfrutar de momentos assim com ele, que é a minha pessoa preferida 

Já o Domingo, o dia em que realmente fiz os 24 anos, não pareceu tanto um dia de aniversário quanto o anterior, ahahah. Foi bem mais humilde: passamo-lo cá em casa, com amigos, comida que eu fiz questão de fazer, porque tenho esta mania de querer ~ controlar tudo ~ (maldita dor de costas hoje!), e o Benfica a jogar - este último totalmente dispensável.

Que os 24 sejam bons! 

Posts relacionados

5 comentários:

Daniela disse...

Apesar de ser aqui tão perto nunca visitei o Buçaco mas deste ano não passa! Agora só falta virem mesmo a Coimbra num dia de sol para por em prática os meus conselhos.:P

Beijinhos,
Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

Teorias d'ela disse...

Já visitei e também gostei muito! É um local tão bonito :)

Tânia Silva disse...

Adorei, Sara! As fotos estão espectaculares e que vontade de visitar esses locais *-*
Beijinhos,

http://chocopink89.blogspot.pt/

estas fotografias fizeram-me lembrar as minhas em Sintra num fim de semana igualmente chuvoso ventoso, mas que ainda assim quando se está na companhia ideal nada nos tira do bom humor e de apreciar a vista linda... também não conhecia vou adicionar à minha lista de sítios a conhecer em Portugal ;)

SARA SILVA disse...

concordo contigo, Bárbara! :)
além disso o Buçaco também me fez lembrar Sintra, são dois sítios imperdíveis no nosso Portugal e que por vezes nos passam ao lado :)
beijinhos! *

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}