finanças | Queixumes sobre poupanças
e 7 estratégias para acabar com eles

by - segunda-feira, abril 25, 2016


Apesar de já ter começado a trabalhar a tempo inteiro há algum tempo, que coincidiu também com a saída de casa dos meus pais, durante os primeiros anos tive dificuldade em gerir o meu dinheiro. Nunca falhei com o essencial porque esses gastos prioritários (comida, água, luz, gasóleo...) são liquidados logo no início do mês, a dificuldade sempre foi em relação ao dinheiro que resta depois de subtrair ao ordenado todas essas despesas. Aquele budget mais ou menos avantajado que podemos gastar no que quisermos e que nos divide porque há tantas tentações!

O cenário repetia-se mês após mês: prometia a mim mesma que no mês seguinte ia mesmo cumprir o desafio de 30-dias-sem-comprar-coisas-supérfluas, mas vocês imaginam o que acontecia, não é?  Tinha ali aquele dinheirinho a mais e "não fazia mal" se comprasse uma coisa ou outra. Muitas vezes acabava o mês só com 5€ na conta e voltava a culpabilizar-me. O ciclo repetia-se até que, certa altura, lá chegava uma despesa maior e eu era obrigada a entrar em contenção de custos - que foi o que originou o meu desafio de 2 meses sem comprar nada. Com esses percalços percebi que não podia mais andar a brincar às "comprinhas inofensivas": tinha de ser realista e perceber como é importante poupar dinheiro não só para realizarmos objetivos, como também para nos prevenirmos de despesas inesperadas.  

Coloquei em prática algumas estratégias para poupar e gerir dinheiro que têm resultado. Algumas são clichés, outras são menos comuns. Partilho-as abaixo convosco, espero que vos ajudem também! ☺


7 estratégias para poupar dinheiro

e finalmente conseguir realizar os nossos objectivos


  1. ABRIR UMA CONTA-POUPANÇA NO BANCO
    Esta é, provavelmente, uma das formas mais fáceis de poupar para quem não gosta de mealheiros. Penso que em qualquer banco é possível estabelecer que, todos os meses, o banco transfira automaticamente um valor fixo da conta à ordem para uma conta-poupança. Como é automático até nos esquecemos que acontece e, no fundo, é como se aquele dinheiro não existisse/não estivesse disponível para o gastarmos. Informem-se junto do vosso banco porque as condições são diferentes - alguns obrigam a que o dinheiro permaneça na conta poupança durante alguns anos até o poderem movimentar, o que pessoalmente não me agrada.

  2. PREFERIR QUALIDADE A QUANTIDADE
    Todas já tivemos momentos em que chegámos à conclusão que é preferível comprar algo bom e que dure do que uma versão mais barata que não serve tão bem a sua função - seja em relação a maquilhagem, malas, calçado, eletrodomésticos, o que for. Ainda que pareça contraditório, porque vamos estar a gastar mais dinheiro no momento, é este um dos focos para poupar dinheiro. A longo prazo resulta muito bem porque não vamos sentir necessidade de substituir  essa compra.

  3. VALORIZAR & RECICLAR O QUE TEMOS
    Quantas vezes cedemos à tentação de comprar coisas novas e, depois, chegamos a casa e percebermos já tínhamos algo muito semelhante? Ou que podíamos ter adaptado facilmente? Muitas vezes o problema é ter tanta coisa que já não damos valor ou preferir comprar algo pronto em vez de fazermos nós. Mas é aqui que também podemos poupar algum dinheiro! Vejam o DIY do meu caso militar como exemplo.

  4. APOSTAR NOS DIYS
    Foi sobretudo quando saí de casa dos meus pais que percebi a importância dos DIYs para poupar algum dinheiro. Mobilar e decorar uma casa pode sair bem caro, mas não tem de ser assim. Por exemplo: eu e o Zé queríamos uma cabeceira para a nossa cama e, depois de vermos que uma cabeceira acolchoada ao género das que queríamos não ficava em menos de 200€, decidimos pôr mãos à obra e fazer a nossa própria cabeceira de cama! Acredito que, qualquer que seja o projeto que tenham em mãos, conseguem facilmente encontrar um tutorial na internet.

  5. FAZER COMPRAS RACIONAIS
    É difícil pensar racionalmente quando estamos rodeadas de objetos que nos atraem, uma musiquinha de nos distrai e um aroma que nos confunde - quem nunca passou por isto numa loja? Ficamos como que hipnotizadas, a achar que temos mesmo de comprar alguma coisa! As compras por impulso são inimigas da poupança, por isso é nestes momentos de tentação que precisamos de ter os pés bem assentes na terra e colocar a nós próprias uma série de questões: precisamos? o que é que essa compra nos vai acrescentar? não podemos deixá-la para outro momento? - escrevi sobre isto no post dica de compras: distinguir 'preço' de 'valor';

  6. DEIXAR AS COMPRAS SUPÉRFLUAS PARA O FINAL DO MÊS
    Hoje em dia as lojas fazem imensas promoções fora da época dos saldos e, se repararem, é ali pelo meio e final do mês que as promoções valem mais a pena. Por essa razão, e também para evitarem chegar a meio do mês quase já sem dinheiro, que é preferível deixarem as vossas compras supérfluas/caprichos para esta altura. Conseguirão avaliar melhor se realmente precisam de fazer essa compra e, à partida, conseguirão poupar algum dinheiro.

  7. USAR UMA APLICAÇÃO DE FINANÇAS PESSOAIS
    Já tentei habituar-me a anotar num caderno ou numa folha de Excel todas as minhas despesas, mas acabava por me desleixar porque me esquecia do valor exacto das coisas que tinha comprado, ou de simplesmente as anotar. Recentemente decidi instalar a aplicação de finanças pessoais Boonzi, que é gratuita e portuguesa, e me parece bastante prática (sobretudo porque está sempre à mão, no telemóvel). Vamos ver se é desta!

São estas as 7 estratégias de poupança que eu tento levar a cabo todos os meses, umas com mais sucesso que outras - a 5ª e 6ª são as que exigem mais controlo da minha parte e, ás vezes, já me deixo levar...

Acima de tudo é importante perceber a importância de poupar dinheiro, não só para mais tarde podermos comprar ou investir em algo que realmente queremos e que nos faz falta, como também para fazer face a imprevistos e evitar decorrer a créditos desnecessários. ☺


E vocês, que estratégias têm para poupar dinheiro?
Conseguem facilmente controlar-se nos gastos? 

Posts relacionados

5 comentários

  1. Poupar não é fácil,principalmente quando temos tantos objetivos!
    Por exemplo se fores pondo sempre um dinheiro no banco,mesmo sendo pouco, já vais poupando e não mexes tanto pois já está guardado.
    O auto controlo é necessário pois sem ele não vamos a lado nenhum!
    De certeza que vais conseguir alcançar os teus objetivos.
    Beijinhos
    Cantinho da tequis
    Facebook Cantinho da tequis

    ResponderEliminar
  2. Nós temos várias estratégias já definidas, mas depois também vamos falar disso no blogue se quiseres seguir. Podias era fazer um post sobre essa aplicação. Por certo que dava jeito a muita gente... Como a nós por exemplo ahah :D

    ResponderEliminar
  3. Não tenho muitas estratégias definidas, mas por exemplo: tirar o dinheiro para uma conta poupança no início do mês - o tal valor fixo - e, no final do mês, ver se "sobrou" algum dinheiro que possamos pôr de parte, também; procurar estar a par das soluções de poupança do banco (depósitos a prazo, por exemplo, apesar das taxas de juro andarem muito fraquinhas...); apontar TODAS as despesas, como referiste; pensar naqueles pagamentos anuais - seguro do carro, imi, etc... - e pensar em quanto teremos de pôr de lado por mês para perfazer esse valor e assim tornar-se mais fácil de pagar; pagar sempre a pronto e nunca fasear pagamentos, pois assim ou temos o dinheiro para comprar ou não temos, e nunca se sabe quando pode surgir um imprevisto...; ter uma conta poupança para os nossos objectivos mas também ter outra com quantias onde só mexemos em caso de emergência...; ter um mealheiro onde colocamos todas as moedas de 2€, por exemplo...

    ResponderEliminar
  4. Por aqui temos um mealheiro e uma lista do que precisamos comprar para a casa (compramos a casa à pouco tempo) andamos sempre a poupar para conseguirmos mês a mês comprar algo que nos falta para a casa. É claro que não dispensamos uns miminhos para nós mas tentamos poupar ao maximo. uma vez tentei usar uma aplicacao do genero mas durou 2 meses é um pouco cansativo andar sempre a colocar as despesas. Nunca pensei que tivessemos tantos gastos e realmente existem meses que torna-se dificil poupar :( Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parabéns pela compra da casa! Devem estar orgulhosos :D
      Anotar as despesas é bom para perceber ao pormenor onde estamos a gostar o dinheiro, porque há coisas que achamos que não vão pesar muito no orçamento e, quando chegamos ao final do mês, vemos que foram escusadas. Boa sorte para vocês! :)

      Eliminar

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}