pessoal | Um namorado virtualmente ausente

4.1.16 SARA SILVA 8 Comments


Para mim, a fotografia sempre foi parte importante da minha vida, principalmente antes de surgirem as redes sociais. Se não gostasse de fotografias, hoje não me lembraria como eu era aos 7, 12 ou 16 anos, não teria registos das viagens em família e teria de recorrer à minha [fraca] memória para me recordar de acontecimentos especiais, como festas da escola, aniversários, etc.

Apesar da fotografia se ter popularizado tanto, algumas pessoas não gostam de estar à frente da objectiva. Sentem-se desconfortáveis, acham desnecessário na maioria das vezes, consideram um frete tirar fotografias e chegam mesmo a ficar mal-humoradas. O Zé, o meu namorado, é assim desde que eu o conheço.

Quando nos conhecemos, ele fazia um sacrifício enorme para aparecer nas fotografias (afinal, estava em processo de me conquistar, ahahah), mas ainda bem que eu insisti para que tirássemos fotos juntos, caso contrário hoje não teríamos esses tesourinhos. Algum tempo depois eu criei este blog e o pesadelo dele passou a ser outro: ter de fotografar-me. Admito que não facilito, porque sou muito exigente e ele cansa-se depressa, e o que é suposto ser uma tarefa rápida, torna-se numa discussão e ficamos ambos de mau humor. Resultado: não há fotos para ninguém.

Ao longo do tempo fui percebendo que, de facto, não vale a pena insistir. Por muito que eu goste de fotografias e de ter estes registos para um dia recordar ou simplesmente para publicar nas redes sociais e no blog, ele dispensa. E, definitivamente, não vale a pena colocar estes interesses fúteis à frente da minha relação: se eu quiser 10 fotografias do look do dia, pego no tripé e tiro com o temporizador. Sim, posso demorar meia hora ou mais a conseguir resultados que me agradem, mas pelo menos não estou a ser uma namorada narcisista e egoísta, que é realmente assim que me sinto quando o forço a fotografar-me. E quando quiser fotografias de nós juntos, vou ter de torcer para que saia bem à primeira, ou esperar pela próxima oportunidade. #dealwithit

É por isto que o Zé, aparentemente, não faz parte da minha vida. Digo "aparentemente" porque o mundo virtual, tal como vocês sabem, engana bastante: ele raramente aparece comigo nas fotografias, mas está sempre ao meu lado, seja fisicamente ou metaforicamente. E, no final de contas, é isso que realmente importa, porque ter um namorado que surge em várias fotos, que faz de fotógrafo para o blog ou de companheiro em vlogs e desafios de Youtube, não significa assim tanto como imaginamos (gostava de vos contar casos reais de casais que, nas redes sociais, parecem muito unidos, mas na vida real são quase nada... mas eu não sou de intrigas :p).

PS - Ainda assim mantenho o desejo quase-impossível de um dia fazer uma sessão fotográfica de casal. Quem sabe?

Posts relacionados

8 comentários:

Daniela disse...

Eu também estou sempre a ouvir comentários motivadores dele como "pronto, agora vai desatar a tirar fotos a tudo". Quando digo "vá, vamos tirar uma foto" ele ainda alinha algumas vezes e adorava uma foto de casal, agora tê-lo como fotógrafo pessoal é uma coisa assim um bocado impossível também.xD Valha-nos o amor!ahahah

Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

Edna Silva disse...

Pode ser que este ano de 2016 te traga esse presente de uma sessão fotográfica de casal, quem sabe?
xx, Edna
http://neverforgottenmercury.blogspot.pt/

tequis :3 disse...

Hahaha as sessões de casal são as mais fofinhas!
Nem todos gostam de aparecer em fotografias... eu por vezes também não gosto.
Acho que fazes muito bem, em tirares fotos com o tripé em vez de haver um comflito na tua relação.
bjs
Está a decorrer um questionário no blog!!!
Questionário
Cantinho da tequis
Facebook Cantinho da tequis

As pessoas são diferentes. E não há nada de mal com isso. Voces adaptam-se bem um ao outro e é isso que importa. O dia a dia é mais importante que a vida virtual. E olha, já te sigo há bastante tempo e nunca questionário a tua cumplicidade com o Zé só por ele não aparecer aaui no blog :b

SARA SILVA disse...

ahahah, valha-nos o amor mesmo :p

SARA SILVA disse...

sim, quem sabe? há imenso tempo pela frente para fazer isso :)

SARA SILVA disse...

o tripé é um elemento indispensável e que, nisto das fotografias, substitui na perfeição o namorado :p

SARA SILVA disse...

gostei do teu comentário, Marianna :)
é verdade, a vida real é muito mais rica que a virtual, e hoje em dia é importante mantermos isso presente.
beijinhos *

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}