pessoal | 5 coisas que aprendi depois de sair de casa dos pais

by - segunda-feira, janeiro 11, 2016


Sair de casa dos pais é um daqueles passos importantes que, a certa altura, é tudo o que mais queremos. Não é que não gostemos deles ou do conforto que é estar em família, simplesmente precisamos do nosso espaço e queremos fazer e ter as coisas à nossa maneira, certo?

Foi há pouco mais de 2 anos que deixei a casa dos meus pais para iniciar uma vida em casal e, apesar de nas primeiras semanas parecer que estava apenas a tirar umas férias, com o tempo comecei a tomar consciência da dimensão desta experiência. Há várias coisas que achamos que sabemos e para as quais pensamos estar preparados mas que, na prática, se revelam diferentes - para melhor ou para pior. Neste post falo-vos das que me marcaram mais ☺


{1} 
Cozinhar passa a ser um dever 

imagem: nsmbl.nl

Em casa dos meus pais eles sempre fizeram questão de cozinhar por isso, quando me mudei para o meu espaço, cozinhar foi um dos meus maiores tormentos! Não é que não soubesse os básicos ou não conseguisse fazer as coisas sozinha, é só que é tão melhor estar livre até à hora da refeição e, chegando esse momento, simplesmente sentar e comer o que preparam para nós. Quando estamos por nossa conta, cozinhar passa a ser uma obrigação quase diária, mas com o tempo aprendi que não é necessariamente um bicho-de-sete-cabeças: é a melhor oportunidade para provar receitas e ingredientes, e cozinhar à nossa maneira!


{2} 
Limpeza não é só coisa de mãe chata


imagem: tumblr.com
Quando vivemos em casa dos nossos pais somos responsáveis pela limpeza e arrumação do nosso quarto e pouco mais (sobretudo se não tiverem a obrigação de participar nas limpezas de sábado). Por essa razão crescemos sem ter noção dos sacrifícios que são precisos para manter cada cantinho da casa limpo e arrumado, do tempo que demora e das dores que dá! Felizmente saí de casa dos meus pais bem preparada e tenho uma certa obsessão pela limpeza e ordem, mas não é por isso que deixo de amaldiçoar o tempo que passo a desempenhar tarefas ingratas como lavar paredes e tectos, esfregar as juntas da casa-de-banho ou lavar vidros!


{3} 
A euforia do ordenado é temporária 

imagem: greatnewsmag.com

A saída de casa dos pais está geralmente associada a independência financeira, e não há como não adorar isso! Podemos matar-nos a trabalhar num sítio que não acrescenta nada à nossa felicidade ou realização profissional, mas não há nada como a liberdade de comprar (quase) tudo o que sempre quisemos! A má notícia é que, com ela, surge também a obrigação de pagar as contas, encher a despensa, pôr combustível e tantas outras despesas que vêm primeiro e que praticamente liquidam a nossa conta bancária.


{4} 
Pensar e agir como gente adulta

imagem: lipglossismylife.com

É incrivelmente fácil desorientarmo-nos quando passamos a ser donos do nosso espaço e do nosso tempo. Quando damos por nós, já a noite vai longa e temos tudo por fazer (incluindo o jantar) porque estivemos hipnotizados a ver séries ou entretidos nas redes sociais. Repetir esta proeza diariamente e ao longo de várias semanas leva ao caos, frustração e a um leve arrependimento de ter saído de casa dos pais "tão cedo". A verdade é esta: sair de casa dos pais significa tornar-se independente, capaz de gerir responsabilidades e, muitas vezes, ter de colocar o lazer em pausa ou em segundo plano.


{5} 
Não há forma melhor de crescer 

imagem: tumblr.com

Ao longo deste tempo em que tenho estado por minha conta percebi como a vida é imensa e como eu era (e continuo a ser) pequena. Parece filosófico mas é mesmo isso: tenho descoberto e aprendido muito mais do que imaginava acerca de mim e do mundo. Sinto que cresci e me tornei mais matura porque a minha realidade mudou, as minhas prioridades são outras e, além de ter interiorizar teorias e práticas de economia e gestão doméstica que até então me passavam ao lado, comecei a pensar de outra maneira. Hoje em dia olho para a vida de uma forma muito diferente, mais responsável e crítica, porque tenho mais com que me preocupar do que com a roupa que vou vestir, para onde vou sair à noite ou as fotografias que vou partilhar nas redes sociais. Sair de casa dos pais é iniciar um processo de metamorfose em que nos tornamos numa versão melhor de nós mesmos, mais completa e capaz de enfrentar o que a vida nos reserva! ☺


Escolhi abordar apenas estas 5 coisas que aprendi depois de sair de casa dos meus pais para que o post não ficasse demasiado longo, mas ficou tanto por dizer [pretexto para mais um post sobre o assunto?] ! Esta é uma experiência incrível pela qual todos nós, mais tarde ou mais cedo, iremos passar, seja em casal ou simplesmente como estudantes fora da área de residência. Por isso...

Quando o momento chegar, não ignorem os conselhos dos mais experientes, sintam-se gratos pela mudança e aproveitem cada momento, apesar do acréscimo de responsabilidades e obrigações. 

Boa sorte! ♡

Posts relacionados

10 comentários

  1. Gostei!Sim, um post com mais 5 coisas e depois outro com mais 5 e depois outro com mais 5!=P

    ResponderEliminar
  2. Nós ficaremos à espera de mais dicas, pode ser? Adorámos, como sempre!

    ResponderEliminar
  3. Revejo-me em alguns tópicos. No entanto, no meu caso foram os meus pais que saíram de casa e fiquei a morar com a minha irmã. É uma independência agridoce...

    ResponderEliminar
  4. As maiores diferenças para mim foi mesmo a obrigação de cozinhar todos os dias para dois e dar-me conta de como tudo se desarruma tão facilmente! É certo e sabido que os conselhos da mãe que fingimos não ouvir há uns anos, só fazem sentido agora..

    ResponderEliminar
  5. As maiores diferenças para mim foi mesmo a obrigação de cozinhar todos os dias para dois e dar-me conta de como tudo se desarruma tão facilmente! É certo e sabido que os conselhos da mãe que fingimos não ouvir há uns anos, só fazem sentido agora..

    ResponderEliminar
  6. um post que me permite ver que vou ficar em casa dos meus pais até aos meus 100 anos xD

    ResponderEliminar
  7. Sinceramente não diria melhor! A independência às vezes é muito desejada, mas nem sempre pensada! É preciso uma nova disciplina e tudo correrá bem! Afinal não podemos ficar debaixo das sais dos papas por muito tempo!

    Beijinhos,
    Joana*

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito do post! :)
    Beijinhos

    amakeupdream.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. I like your blog, its really dope.
    Do you want to follow each other?
    If you want, than follow me, and let me know in comments, so I can follow you back with pleasure.

    We can follow each other on Instagram @andjela.dujovic, let me know in the comments so I can follow you back.

    http://bekleveer.blogspot.com/
    xoxo

    ResponderEliminar
  10. Eu saí de casa dos meus pais para uma residência universitária noutra cidade há quase 3 anos. Cozinhar para mim ainda é um tormento, mas só porque ainda não aprendi a obter total prazer da atividade.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}