dicas | O que é isso do óleo de coco?

30.4.15 SARA SILVA 7 Comments

Ultimamente tenho-me deparado com muitas referências ao óleo de coco, produto que, à primeira, parece ser apenas mais um entre tantos outros óleos dos quais muito se tem falado, mas que, para várias pessoas, é um verdadeiro must have em suas casas. 

Mas afinal, o que tem de tão especial o óleo de coco? Motivada pela curiosidade e impressão de que algo importante me estava a passar ao lado, decidi investigar! Até ao momento deste post apenas sabia que o óleo de coco é bastante hidratante e que tanto pode ser usado como cosmético, como para cozinhar. Curiosas? Juntem-se a mim nesta descoberta, olhem que pode mudar as vossas vidas (ou, pelo menos, deixar-vos mais conhecedoras do tema)!


O que é o óleo de coco?

exemplo de óleo de coco virgem à
venda no Celeiro
O óleo de coco de que vos falo neste post é um produto branco, sólido (torna-se líquido quando exposto a uma temperatura acima de 25ºC), vendido em boiões/frascos, e que se pode encontrar à venda em supermercados (procurem bem na parte dos produtos de dieta e saudáveis), lojas de produtos naturais e outras que tais. Não tem um preço muito convidativo mas, a avaliar pelos usos e benefícios, acredito que vale a pena!

É importante saber que existe diferença entre o óleo de coco e o óleo de coco virgem. O primeiro é a polpa do coco, seca ao sol ou artificialmente, da qual resulta um óleo que não é comestível, não tem sabor nem aroma; já o óleo de coco virgem é um produto extraído a partir do coco fresco, por um processo de fermentação ou prensagem química. Ambos são compostos por mais de 90% de gorduras saturadas, ricos em vitamina E e com propriedades anti-virais, anti-fúngicas, anti-bacterianas, anti-inflamatórias e anti-oxidantes.


Óleo de coco como cosmético

Tal como eu, talvez não saibam que o óleo de coco é um dos ingredientes base de vários cosméticos, como sabonetes, loções, cremes, etc.

Óleo de coco no cabelo:
Em relação ao cabelo, o óleo de coco é um poderoso hidratante que actua na estrutura interna dos fios, reconstruindo-os e fortalecendo-os, indicado sobretudo para cabelos secos e danificados.

Algumas dicas dos usos do óleo de coco no cabelo:
  • Aplicar nas pontas do cabelo para evitar que fiquem secas e espigadas;
  • Misturar uma porção de óleo de coco na máscara de cabelos habitual para a tornar mais nutritiva;
  • Fazer uma máscara de cabelo com óleo de coco (fonte);
  • Quem sofre de couro cabeludo irritado (seco, com caspa, etc) pode massajá-lo com um pouco de óleo de coco, deixar atuar alguns minutos e em seguida lavar o cabelo normalmente;

Óleo de coco na pele:
No que toca aos cuidados da pele, o óleo de coco beneficia sobretudo as peles secas e irritáveis. Devido às suas propriedades também, se revela útil na cicatrização e tratamento de queimaduras, formando uma camada protectora, e na redução das rugas e linhas finas. Poucas pessoas se revelam alérgicas ao uso do óleo de coco, porém convém não exagerar pois ele pode bloquear os poros da pele (fonte).

Algumas dicas dos usos do óleo de coco na pele:
  • Hidratar as zonas do corpo onde a pele é mais seca (joelhos, cotovelos, calcanhares, etc);
  • Hidratar as áreas do rosto que carecem de mais cuidados e onde geralmente aparecem as primeiras rugas (por exemplo: contorno dos olhos);
  • Revela-se eficaz no tratamento de eczemas, dermatites e psoríase;
  • Pode ser utilizado na preparação de exfoliantes e desodorizantes caseiros;

Cozinhar com óleo de coco

Esta é uma das questões que mais me deixou intrigada: então mas um produto que se usa na pele e no cabelo também pode ser usado para cozinhar? A resposta é sim e, tal como referi acima, neste caso deve ser usado o óleo de coco virgem.

O óleo de coco é muito popular sobretudo na cozinha vegetarina e vegan, pois surge como um substituto da manteiga. É uma alternativa mais saudável que a manteiga e margarina e também mais estável que o azeite pois, ao contrário do que acontece com esse produto, o óleo de coco não perde as suas propriedades quando exposto a temperaturas altas (fonte).

Também estão comprovados vários benefícios do óleo de coco no nosso organismo, pois trata-se de uma gordura boa (o que não significa que se possa abusar dela!) que ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, diminui o colesterol mau e aumenta o bom, estimula o metabolismo, fortalece o sistema imunitário, e tantas outras coisas que implicam termos científicos e que eu não sei interpretar (mas que apontam para os benefícios). (fonte) (fonte)


Bem, depois desta avalanche de informação, vale a pena respirar fundo e reflectir um pouco sobre este produto! Sei que gostariam de saber acerca de experiências pessoais com o óleo de coco, mas infelizmente este produto é tão novidade para mim quanto para vocês! No entanto já me convenci a mim mesma que vale a pena desembolsar um dinheirinho a comprá-lo e testar/comprovar tudo o que escrevi acima. Será na próxima oportunidade e fica combinado que voltarei a falar nele!

Quem de vocês já usa/usou o óleo de coco?
O que acham e o que aconselham? 

Posts relacionados

7 comentários:

Marta disse...

Olá!

Eu tenho a pele do rosto extremamente seca e uso cremes de rosto indicados para peles secas e sensíveis, comprados por indicação médica na farmácia. No entanto, há umas semanas atrás reparei que mesmo com o uso normal desses cremes + protetor solar, algumas zonas do meu rosto teimavam em escamar, e foi quando decidi dar uma oportunidade ao óleo de côco. Passei a usá-lo à noite, depois de limpar o rosto de qualquer vestígio de maquilhagem e só tenho maravilhas a dizer dele: notei automaticamente que a pele fica mais hidratada mas, sobretudo, alguns dias depois, a secura no rosto desapareceu.

Não recomendo usar no lugar do hidratante normal, de manhã, porque é um pouco gorduroso e a pele não o absorve tão rapidamente como algumas pessoas pretendem fazer crer. Mas, à noite, não há melhor. No meu caso, comprei o frasco mais pequeno, à venda no celeiro, e custou aproximadamente 7euros. Como o estou a usar exclusivamente na pele do rosto (a pele do meu corpo não exige tanta hidratação), é um bom investimento porque aquilo dura imenso tempo!

Peço desculpa se me alarguei demasiado, mas queria deixar a minha experiência :)

Beijinhos

Anónimo disse...

É óptimo! =) Para pele seca então, é um mimo.
Não uso no rosto porque tenho a pele mista, embora ás vezes use como máscara (massajo durante uns segundos e deixo repousar uns minutos, lavando depois).
No corpo, costumo usar só um bocadinho nas zonas + secas (cotovelos, joelhos...) e no dia seguinte é quase como se tivessemos pele nova!

Também já usei no cabelo e gostei, apesar de achar que não o devo ter usado da melhor maneira ... tenho de tentar novamente ;)

E outra coisa muito boa, mas que foi o meu namorado a experimentar, foi o combate ás caries! Ele tinha umas cáries pequenas nos dentes, e começou com o hábito de bochechar com o oleo de coco (engolir 1 colher por dia também dizem q faz bem!) e as cáries foram desaparecendo! Acho até q é uma coisa bastante usada na medicina yurvédica.

Como podem ver, da minha parte, aconselho bastante! ;)
beijinhos*
Deb.

Sara Silva disse...

Não te alargaste nada, eu agradeço porque testemunhos como o teu são sempre importantes! :)
Isso é realmente muito interessante, fiquei ainda mais convencida que é um produto que todas devemos ter em casa. Eu não sou especialista, mas acredito que te tenhas dado melhor com o óleo de coco porque é um produto natural :)

beijinhos! *

Sara Silva disse...

com o teu comentário fiquei ainda mais entusiasmada em relação ao óleo de coco! :D
achei muito curioso isso do teu namorado usá-lo para as cáries, não li referência a isso, mas com certeza não deve fazer mal pois li que até é aconselhável ingerir uma pequena quantidade de óleo de coco por dia, tal como disseste :)

obrigada e beijinhos!

TeresaVieira disse...

http://thebeautydepartment.com/2014/03/kitchen-beautician-8/ Ainda não comprei óleo de côco, mas desde que li este artigo, que tenho ainda mais vontade de o fazer!

TeresaVieira disse...

Ah! E também se pode usar o óleo de côco como desmaquilhante! :)

Marta disse...

Sim, também acho que seja isso: ao contrário de muitos cremes, que apenas oferecem uma hidratação temporária (com alguns chega-se mesmo a sentir uma película sobre a pele), o uso continuado do óleo de côco ajuda a hidratar realmente. Pelo menos já não sinto aquela sensação de pele 'repuxada' após o banho, por exemplo. Eu aconselho completamente! :)

Aproveito para dizer que sou leitura assídua do teu blog, e que gosto sobretudo da forma como expões preocupações que são as preocupações das pessoas 'comuns', sem grandes frufrus :)

Beijinhos

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}