pessoal | Um ano depois

26.6.14 SARA SILVA 1 Comments

Custa a acreditar, mas há exactamente um ano eu e o Zé tínhamos acabado de nos mudar para a casa onde moramos agora. 

Enquanto arrumávamos as nossas coisas, decidíamos como posicionar os móveis e o que mais devíamos comprar, pairava no ar uma certa incerteza. Estávamos (e estamos) seguros do que sentíamos um pelo outro, mas a mudança deu-se muito depressa e havia o receio de que isso pudesse vir a arruinar o que tínhamos construído ao longo desses quase quatro anos. Várias vezes ouvi dizer que só conhecemos verdadeiramente uma pessoa quando vivemos com ela ("e mesmo assim..."), e acho que tanto eu como ele temíamos, com esta experiência, vir a conhecer um lado negro e secreto um do outro que até então não suspeitássemos que existisse. Não aconteceu! Além de sempre termos sido verdadeiros e transparentes, ambos tínhamos a preparação necessária para viver por nossa conta - ele sempre foi muito responsável e dono de si e eu vivia há cerca de 3 anos só com o meu pai, o que significa que estava mais que habituada a fazer as tarefas que uma mulher tem de fazer em casa. Claro que foram necessários alguns acordos mútuos para que as coisas funcionassem melhor, mas nada de não se tenha resolvido com diálogo, respeito e compreensão.

Também ouvi e ouço dizer algumas vezes que, por vezes, as coisas não resultam entre casais que vivem juntos porque eles simplesmente acabam por se cansar um do outro, ou caem na rotina e deixa de haver o encanto necessário para fazer as coisas resultar. Não sei se concorde se discorde, mas segundo esta teoria até é positivo o facto de ele trabalhar por turnos e de eu, durante alguns meses, ter conciliado dois trabalhos: raramente estávamos juntos, por isso não havia como nos fartarmos um do outro!

Ironicamente, um ano depois desta grande mudança nas nossas vidas, temos agora um outro projecto em mãos, o qual inclui novamente irmos viver juntos, mas desta vez para a nossa verdadeira casa. Construída ela já estava (há quase 40 anos!), o que nos poupou tempo, dinheiro e outras chatices, desta forma a tarefa consiste em pô-la mais ao nosso jeito, remodelando-a por dentro a partir do zero. Tudo quanto se possa imaginar: chão, azulejos, disposição das divisões, cor das paredes, móveis, janelas, canalização, ligações eléctricas e por aí adiante. Tudo pensado ao pormenor e de acordo com as nossas preferências e necessidades. Dá muito gosto, mas também dá muito trabalho!

A meta agora é mudarmo-nos para lá até ao final do verão. As coisas já estão bem orientadas, mas a ansiedade é grande e dá vontade de chamar o Querido Mudei a Casa! para tratar de tudo num piscar de olhos, ahahah. Mas vamos com calma, para que no fim valha realmente a pena :)

Posts relacionados

1 comentários:

Joana disse...

Viver juntos é realmente uma prova de fogo, ainda bem que tudo está a correr bem! Boa sorte com a renovação!

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}