reflexão | Hipsters e mainstreams

by - domingo, agosto 19, 2012

imagem: knowyourmeme.com
E eis que aprendi palavras novas! Bem, eu já as conhecia, mas ainda não tinha assimilado o seu significado.

Para contextualizar:
Hipster: "Termo utilizado para se referir a pessoas que dão início a tendências, ou seja, aquelas que são origem a novas modas."
Mainstream: "É a corrente de moda ou estilo ao gosto da maioria, aquilo que está bombando, muito popular."

Ontem cheguei a uma conclusão: o mundo está literalmente contaminado de pessoas que se imitam umas às outras e, pior, que nem se importam de serem todas iguais. É certo que este não é um fenómeno só de agora, mas actualmente é visivelmente exagerado.
Acontece que está na moda ser hipster, mas ao ser-se hipster, torna-se mainstream porque é o que toda a gente faz. Não é nada confuso, é apenas lamentável.
Vejamos alguns exemplos:

  • Ser fotógrafo: quando eu andava no meu 7º, estava na moda querer ser guitarrista. Então toda a gente, raparigas e rapazes, pediam uma guitarra aos pais, acústica ou eléctrica e, no primeiro caso, andavam com ela para todo o lado porque isso, supostamente, tornava a pessoa muito mais interessante. Mas agora já não, agora está na moda ser-se fotógrafo, porque não há nada mais fácil que tirar fotografias e as assinar como "Pessoa X photografer/photography", como se fosse um verdadeiro profissional da área e evitar que alguém use aquela fotografia como sua, porque é uma verdadeira obra de arte. E podia continuar a falar deste tema, como daquela ideia "Tenho uma máquina toda altamente e isso faz de mim um fotógrafo!", mas fica para outro dia.
  • Ser blogger/vlogger: não podemos negar: hoje em dia toda a gente quer ser blogger/vlogger de moda e beleza, mostrar-se super expert no assunto, ser idolatrada por pré-adolescentes que só agora estão a começar a descobrir este mundo, ganhar montes de produtos de forma gratuita e tornar-se famosa ou quase. Então é vê-las por aí a fazer comentários quase por obrigação, que se limitam a qualquer coisa como "Adorei! Visita a minha página: xxx" ou a criar vídeos de tão má qualidade a nível de tudo que nem dá para se perceber o que se pretende mostrar ou dizer.
  • Ser DJ: é mais ou menos como o outro que estava a sair de casa e se lembrou de ser DJ porque gosta de sair à noite.
  • Gostar de determinada banda ou artista porque toda a gente gosta: um exemplo: Lana Del Rey.
  • Usar instagram: aplicação em escusada ascensão, através da qual toda a maioria tem tendência a achar-se um fotógrafo super competente.
  • Usar Jeffrey Campbells e maxi skirts: nada a acrescentar.
  • Não ter namorado: esta chega a ser hilariante porque agora a ideia é de que os rapazes só trazem problemas, logo ser livre e rodada é muito melhor.
  • Ter um iphone: não é por causa de todas as funcionalidades existentes (porque a maioria não usa nem conhece metade), mas sim porque toda a gente tem um.
  • Usar a palavra delicioso em todos os contextos: mas mesmo em todos!
  • Outros exemplos dos quais agora não me lembro.
Resumindo, isto de ser hipster, mainstream ou seja o que for, é uma espécie de guerrilha pela originalidade, na qual ninguém sai a ganhar. No máximo ficam a conhecer-se coisas novas, que rapidamente se tornam muito "batidas", o que não é propriamente positivo, porque toda a gente gosta de ter direito à sua exclusividade.
A parte má é mesmo a atribuição de rótulos. Já ninguém pode fazer nada de diferente sem que as outras pessoas fiquem a achar que se trata de uma tentativa de ser hipster, mas também quase não se pode gostar ou fazer o que a maioria gosta ou faz porque assim é-se muito mainstream.

Posts relacionados

14 comentários

  1. escusado será dizer que adorei este post. (para variar :p)

    e sim, estou completamente de acordo ctg. e graça à déus alguém me conseguiu esclarecer sobre o que realmente é hipster e maintream. (sinceramente pensava que eram ambos a mesma coisa ^^)

    beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahah, eu sabia mais ou menos o que era, mas para escrever este post tinha de ter a certeza das definições, o que consegui com uma pequena pesquisa no google :b

      Eliminar
  2. concordo totalmente :)
    Já cansa ver tanta gente com os mesmos hábitos, as mesmas roupas, o mesmo estilo,... é totalmente muita falta de originalidade :/

    xx, Cris

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é mesmo :s eu questiono-me se elas não se importam, se gostam ou se ainda não repararam...

      Eliminar
  3. Gosto tanto destes teus posts 8D a sério, fazem-me o dia ! No meu tempo (cof cof, estou a ficar velha !!) todos os rapazes faziam bodyboard e queriam ser DJs xD
    Isso dos bloggers é verdade, por isso há por aí muita coisa sem qualidade, mas penso que há uma selecção natural se quiseres chamar assim... porque as marcas não dão coisas grátis no primeiro mês de blog e depois as meninas cansam-se de não serem adoradas 8D
    Por acaso, revejo-me ai numa parte: de ter um iphone (ou um telemóvel android) : ) como vou de erasmus, algumas aplicações android dão sms grátis ou o skype no telemóvel e assim dava para matar saudades : )
    Vais agora em Setembro para a Polónia ?


    http://www.thediariesofmissbad.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahah, muito obrigada, querida! :D comentários como o teu também fazem o meu dia! *
      eu sei que as marcas tão patrocinam blogs recentes, mas juro-te que já vi algumas a patrocinarem blogs que, apesar de terem muitos seguidores, são bem medíocres, por isso alguma coisa não está bem...
      sim, um telemóvel android dá imenso jeito! mas aí está a diferença: tu queres um porque precisas de um, e não só por capricho, LOL
      sim, dia 24 de Setembro :) até lá ainda falo disso aqui no blog *

      Eliminar
  4. Deus do Céééééu! Mas que "post'ão" xD

    A sério, AMEI MESMOOO! Não me querendo gabar, mas não me revi em nada hihihihi! (sei que pareço uma anormal a dizer isto, mas até há bem pouco tempo não fazia ideia do que era essa coisa do Instagram. E também só percebi mesmo o significado de hipster e mainstream com o teu post :D)

    Pareces ser uma pessoa autêntica através daquilo que escreves, adoro isso! Parabéns pelo teu blog, gosto mesmo muito :D

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada querida! fiquei muito contente com essa tua euforia :D
      ainda bem que não te reveste em nada, significa que ainda és das poucas pessoas com bom senso :b
      obrigada! eu escrevo sempre aquilo que acho e penso, apesar de saber que algumas pessoas não irão concordar. eu simplesmente tenho vontade de me expressar (x

      Eliminar
  5. Por acaso, o conceito de "mainstream" já conhecia; mas via o conceito de "hipster" como algo nada a ver com o que realmente significa - mais uma vez, estamos sempre a aprender coisas novas todos os dias.

    O post está muito bom, mesmo. É um género de post que gosto bastante de ler. É de algum modo refrescante, mas ao mesmo tempo parece que muitas partes acabaram de sair da minha cabeça :P

    Devo admitir que quando li a alínea 7 deu-me imensa vontade de rir. Não pelo que escreveste, mas pelo facto de haver pessoas que acham que ter namorado é "too mainstream".

    E também admito que eu própria criei um blog sobre moda e beleza (ainda com as suas variantes) depois de ver várias, mas honestamente, aquilo que menos me interessa são mesmo os produtos. Até porque muitos blogs de tantos que recebem que parecem mais um site de publicidade a imensas marcas de cosméticos do que outra coisa qualquer.

    E não podia concordar mais com a tua conclusão. É tipo 8 e 80: ou é mau porque nos queremos distanciar dos outros, ou porque somos demasiado iguais.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito obrigada por te mostrares interessada por este tipo de posts, Maria! dão-me muito gozo escrever porque são uma forma de me expressar e fico contente quando as pessoas se identificam com a minha forma de pensar e ver as coisas :)

      sim, há blogs e blogs, mas o que eu referi são os daquelas pessoas que os criam única e exclusivamente para poder beneficiar de produtos oferecidos pelos patrocínios, como se fosse uma coisa assim tão certa e rápida de se conseguir.

      Eliminar
  6. Concordo com quase tudo o que foi dito, relativamente so ponto em que mencionas os bloggers acho que qualquer pessoa que deseje começar um blog nao deve ser menosprezada so por querer ter um, cada individuo tem as suas próprias razãos e a sua forma de se querer expressar.
    Falo por mim quando comecei o meu blog há pouco tempo e já conhecia o teu quando o fiz, e fiz com o objectivo de transmitir aos outros as minhas experiencias nao so em produtos, como em lojas e outras coisas! Acima de tudo é um lugar no qual me posso exprimir à vontade. Sou uma das pessoas que comenta os posts de outros blogs que sigo e sim deixo o link para o meu no fim do comentário, e já aconteceu várias vezes dizer simplesmente adorei! porque foi o que realmente aconteceu, e poderia ter dito simplesmente o mesmo deste post se nao fosse esse único item que acho que devias aliviar a tua opinião porque de certeza que quando nasceu o eighteen and life também procuraste "publicitá-lo de alguma forma! Não leves isto a mal, é apenas uma critica construtiva! Nao estou aqui para insultar ninguem, aliás o teu blog é um dos melhores que anda por ai em termos de realidade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada pelo teu comentário, eu estou sempre receptiva a críticas contrutivas! :) no entanto acho que me entendeste mal: é claro que há blogs e blogs e, como tal, objectivos e ambições diferentes que cada pessoa lhes atribui. eu comecei o meu para poder partilhar os meus gostos e opiniões, como fiz neste post, por exemplo, mas no ponto a que te referes, eu falo de pessoas que se lembram de criar um blog com o único objectivo de obter parcerias, porque sabem que há muitas bloggers a lucrar com o seu, mas esquecem-se que não é assim tão fácil chegar a esse "patamar".

      quando aos comentários que algumas bloggers deixam: eu também cheguei a referir o meu link em comentários que fiz a outros blogs, mas ali refiro-me às pessoas que apenas comentam para poder divulgar o seu blog e, porque parece mal deixar apenas o link num comentário, arranjam qualquer coisa simples para dizer, como "gostei muito!" quando, na verdade, se calhar nem leram o post. é só que acho que os comentários devem ter conteúdo, sem se limitarem a 1 ou 2 palavras. mas claro que isto é a minha opinião e sei que há pessoas que comentam dessa forma porque foi o que realmente acharam e não lhes ocorreu dizerem mais nada :)

      Eliminar
  7. Obviamente concordo... :D Aliás, o mal disto não é as pessoas quererem ser alguma coisa, é acharem que já o são porque possuem o objecto em questão. Pegando num dos exemplos que apontaste, o do fotógrafo, ser um bom fotógrafo requer muita experiência e estudo, sim porque ler alguma coisita sobre fotografia ajuda. A seguir esta ideia vou ali comprar um bisturi e já me torno cirurgiã cardiotorácica...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahah, ri-me com a comparação que fizeste xD
      e sim, ser fotógrafo não é só pegar na máquina e tirar fotografias, há técnicas, conceitos e tudo mais a aprender. mas eu acho que isto dos "fotógrafos" é apenas uma fase :)

      Eliminar

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}