reflexão | Desintoxicação de hábitos

by - quarta-feira, setembro 07, 2011

O título pode parecer um bocado assustador, foi a primeira coisa em que pensei, LOL. Mas não se preocupem, eu não ando metida nas drogas nem em nenhum vício perigoso, leiam o post e vão perceber :)
Vocês sabem que eu sou muito dedicada a este blog, estou sempre a tentar melhora-lo, a pensar em novas ideias para posts e para o dinamizar... isso assim. Eu decidi vir aqui escrever isto nem sei bem porquê, parece que vos devo esta explicação, principalmente porque sei que já habituei algumas de vocês aos meus posts constantes, e assim as coisas ficam esclarecidas, vocês ficam a compreender e pronto.

O que vos quero dizer é que este meu blog e todos os outros relacionados que eu costumo/costumava visitar, podem ser algumas das coisas com as quais mais gosto de preencher os meus dias, mas vocês sabem que quando gostamos muito de uma coisa, ela se torna uma distracção e deixamos de dar a devida importância às nossas prioridades, e eu sinto que é isso que está a acontecer agora.

Vocês repararam nesta paragem e falta de novidades, tanto por aqui como pelos vossos blogs e no próprio facebook do blog e o que acontece é que ando um bocado desmotivada, juntado ao facto de me ter deixado de interessar por este universo de blogs femininos no qual estou incluída. Assim de repente podem estar a achar que esta é a extinção do eighteen and a life mas nesse caso, até a minha pior inimiga pode tirar essa ideia da cabecinha porque eu não me dediquei tanto a este blog para agora o deixar assim de um momento para o outro! Minhas amigas, eu juro que isto é temporário, aliás, eu continuo a adorar maquilhagem e roupa, trata-se apenas de uma pausa... 
Nem eu me conheço bem a mim própria, principalmente porque não sei explicar a razão de ser assim um bocado instável das ideias, do que realmente me motiva e do facto de, de vez em quando, entrar neste estado de "abstinência" seja do que for. Eu acho que é a forma que eu encontro para pôr as ideias em ordem e concentrar-me no que realmente quero e, neste momento, eu estou decidida em, em primeiro lugar, dar um rumo à minha vida! Começo a sentir-me um daqueles trintões sem planos para o futuro que ainda vivem em casa dos pais a sugar-lhes o dinheiro e eu não sou nada assim, eu sou uma rapariga de iniciativas e projectos e acho que me deixei apanhar um bocado pelo sedentarismo neste verão, pelo que tenho de acordar outra vez para a vida e pôr-me a mexer! 
Pode parecer parvo, mas eu sinto-me um bocado perdida nesta fase da minha vida. Até aqui, o meu objectivo mais importante/principal era manter as minhas boas notas, tentar melhorá-las  e, no fundo, continuar a ser a mesma boa aluna no ano seguinte que se aproximava, mas isso agora mudou. Eu acabei o 12º e nunca pensei que me sentisse tão desnorteada, parece que me tiraram o chão porque eu não sei para onde me virar, é uma fase de grandes mudanças e eu não sei lidar bem com grandes mudanças, fico sempre assim, demoro a tomar uma decisão e a perceber o que realmente quero, acho que é cobardia mesmo, ou receio de sair desta minha "zona de conforto" e começar tudo outra vez.
De qualquer forma, acho que já me estou a aproximar da decisão final, agora só me falta preparar o caminho até ela e é o que tenho começado a fazer, pouco a pouco, um passo de cada vez.

Ajudou-me muito a conversa que tive ontem ao telefone com a minha mãe, as mães sabem sempre o que dizer no momento certo. Ela está agora a viver na Suíça, decidiu emigrar para lá no começo deste verão e essa foi mais uma mudança na minha vida à qual eu assisti "petrificada". Eu não sabia o que fazer, o que pensar, mas no fim acabei por lhe dizer que se era isso que ela queria, então que concordava e que esperava que ela fosse feliz com essa escolha, afinal eu  não me ia armar em egoísta e impedi-la de viver uma coisa que ela queria/quer. Ela disse-me que não tem sido fácil, porque é um país estranho, com uma língua que ela não sabe falar, que tem saudades minhas e do meu irmão e que há dias em que lhe custa muito, mas que nessas situações nós não podemos baixar os braços, se tomámos uma decisão temos de fazer com que ela valha a pena e para isso precisamos de força para enfrentar as dificuldades que surjam. Ela também me disse que eu não posso ficar parada à espera que as coisas aconteçam (que é o que tenho feito), tenho de fazer alguma coisa por elas, decidir o que quero na minha vida e ir à luta. Nesse momento eu estava a ouvir as coisas e a concordar porque não sabia o que dizer, mas agora que penso melhor nessa conversa, percebo que o que ela me disse faz todo o sentido.

Enfim, eu já me estou a desviar do assunto principal deste post, LOL, acho que já estava com saudades de escrever e deitar (quase) tudo cá para fora :)
Eu não estou à espera que a maioria de vocês leia tudo isto que eu escrevi, por isso destaquei a negrito as ideias principais. Espero que compreendam e que simplesmente ignorem a falta de posts e/ou motivação nos mesmos, eu vou voltar tão bem ou melhor que dantes *

Posts relacionados

10 comentários

  1. De vez em quando precisamos de pôr as ideias em ordem! Vais ver que vais conseguir resolver os teus dilemas brevemente =) Desejo-te muita sorte para as decisões que tomares =) E sim, as mães sabem sempre o que dizer ^^

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Até com as coisas que mais gostamos por vezes perdemos o interesse. Estás numa fase de viragem na tua vida, é normal que te sintas assim :) Não é cobardia, nem nada do género, simplesmente pensas bastante nas coisas antes de agires. Mas das conversas que já tivemos, sei que és uma rapariga com os pés assentes na terra, e que sabe o que quer da vida (apesar de neste momento não o sentires, o que é compreensível). Quando surgir algo que te possa ajudar a decidir qual o caminho a seguir, tudo irá voltar ao normal. E qualquer coisa, fala, deita tudo o que vai aí dentro cá para fora. Já ajuda...

    ResponderEliminar
  3. Olha querida, estes textos grandes já são característicos de ti! Por isso é um prazer lê-los :) se não fossem grandes não seria normal vindo de ti ;) Quanto a este momento. Bem eu compreendo-te, é realmente necessário uma motivação eu mesma, iniciei o meu blog em 2008 e só o ano passado é que comecei a dar o devido valor ao mesmo, talvez porque sempre senti a necessidade de escrever mas nunca soube como lidar com o meu blog. Agora que sei é como se fosse um diário para mim e não abdicava dele nem por nada deste mundo! Acredita mesmo nada, porque nada vale tanto como o meu cantinho , por isso independentemente do tempo que levares tu sabes que estaremos sempre aqui para ti :) Dá espaço a ti mesma e tempo também precisas :) Um grande beijinho*

    http://realdreams-liliana.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Fico tristinha! Mas, como disseste, o que é o melhor para ti, cá estão os leitores para apoiar.

    Se quiseres, mais tarde, fala comigo que tenho um convite a fazer.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. ja aconteceu o mesmo comigo, por isso compreendo perfeitamente :)

    ResponderEliminar
  6. Tenho a certeza que toda a gente vai compreender... não tens de te preocupar. Há momentos em que é preciso parar para pensar e tomar decisões, e acho que fazes bem. Concordo com o que a tua mãe disse, o importante é tomar decisões e ir à luta, e nunca ficar parada!
    Percebo perfeitamente essa incerteza, toda a gente passa por isso, mas vais ver que assim que perceberes o que queres e as coisas encaixarem, vai ficar tudo bem =)

    Força, quando voltares avisa! ;)

    Beijo, pi*
    http://theperfumerecipe.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Desde já á algum tempo que comecei a seguir o teu blog e tenho vindo cá todos dias. Amo completamente! *.*
    é realmente uma pena, mas nós compreendemos... eu tambem já "liguei" mais ao meu blog porque escrevia lá todos dias e agr já tá desactualizado quase á um mes (Lol).
    Parabéns, beijinhos*

    ResponderEliminar
  8. Eu acho muito normal sentires-te assim, como tu mesmo escreves-te estás a passar por muitas mudanças e é sempre difícil adaptar-nos a elas.... resumindo, acredito que mais dia menos dia acabes por encontrar-te a ti e ao que queres para ti, e que não deves desanimar, por isso bola para a frente que ainda te vão aparecer muitas coisas boas pela frente :D bjs

    ResponderEliminar
  9. Claro que perdemos tempo a ler... toda a gente precisa por vezes de tempo para sim para por as ideias no sítio. E claro que tens mais em que pensar agora e muitas decisões importantes para tomar. Pensa muito bem no que queres pois estas decisões nestas fases da vida são muito importantes.
    Ah quase me esquecia, boa sorte para a tua mãe lá na suiça. O meu pai vive lá há dez anos e ele também se sentia assim como a tua mae se sente. Mas é temporário ela daqui a alguns meses estará inteiramente integrada.**

    boa sorte para as tuas escolhas.**

    ResponderEliminar
  10. =) Olá,
    É normal pois estás num ano de escolhas/mudanças. É preciso é teres calma e tudo há-de surgir quando menos esperas vais
    conseguir tomar uma decisão.

    A vida é cheia de momentos de incertezas, sem saber o rumo que dar à vida. E por vezes nem sempre acertamos nas decisões que tomamos e depois voltamos atrás, mudamos outra vez.

    Uma professora disse-me: A vida é feita de caminhos, nem sempre o que escolhemos é o certo. Mas se existiam mais caminhos e se tivermos força podemos voltar atrás e escolher por outro caminho.

    Tudo está certo se fizermos o que achamos que estava certo e queriamos naquela altura. Se não tivessemos tomado essa opção errada nunca sabiamos que se era a certa ou errada, para alguma coisa serviu tomar essa decisão como por exemplo para saber que era a errada.

    Ainda bem que nos contaste tudo o que sentias, assim ficamos a saber =) para não te chatearmos a perguntar - Então não escreves no blog??? lool Mas tenho quase a certeza que não vais conseguir estar muito tempo sem aqui vir :P é mais forte que tu =D

    Beijinhos e que tudo corra bem :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}