reflexão | Amizade com rapazes - ainda há esperança?

by - quinta-feira, agosto 18, 2011


Cheguei a uma fase na minha vida em que não me posso dar ao luxo de dizer que tenho uma amiga com quem possa contar a 100% e na qual consiga confiar totalmente. Para algumas de vós isto pode parecer uma situação impensável, mas eu tenho aprendido a habituar-me a ela, apesar de me intrigar e me deixar a pensar se, mais tarde ou mais cedo, todas as raparigas revelam ser como as que eu conheço e me desiludiram (não estou a dizer que todas as que conheço são assim, mas existe um certo padrão...).
Eu sei que não sou uma pessoa fácil, tenho tendência a ser reservada e desconfiada mas acho que isso faz parte, afinal não ia começar a contar a minha vida inteira à primeira pessoa que aparecesse a pôr conversa comigo, não é? São coisas que vêm com o tempo e, tal como já tem acontecido, acaba por acontecer sempre qualquer coisa que me deixa de pé atrás com essa pessoa. É o que eu costumo dizer: as pessoas só são perfeitas enquanto não as conhecemos.

Então assumindo que uma grande parte das raparigas tem tendência a ser cabra, em algum ou até nos vários sentidos da palavra, porque não tentar amizade com rapazes? À primeira vista até é uma ideia que me agrada, afinal os rapazes têm pontos de vista diferentes e mais práticos das situações, não são tão conflituosos nem mesquinhos (...) mas têm um grande problema: são rapazes e os rapazes têm tendência a sentirem-se atraídos por raparigas. Então a questão é: se eu quiser (re)começar uma amizade com um rapaz, como é que vou saber se ele é realmente de confiança ou se está só a tentar aproveitar-se para me dar a volta? Eu já fiz a experiência com alguns cobaias não voluntários (sshhhiiu, eles não sabem que foram alvos de estudo) e posso dizer que se desenvolveram resultados suspeitos. Porque é a maioria dos rapazes não consegue simplesmente manter um relacionamento de amizade com uma rapariga, sem pensar que tem hipótese de conseguir algo mais? Porque é que eles não conseguem conter o seu instinto "predador"? Se alguém conhecer algum rapaz prodígio que consiga separar bem estas duas coisas, por favor informe-me porque eu começo a perder a esperança nessa espécie! E fico assustada. 
Claro que isto não representaria um problema se eu não fosse uma rapariga comprometida, mas sou e não quero estar a pôr em causa o meu relacionamento com estas tentativas de amizade que provavelmente não irão dar em nada, porque eu acredito que o relacionamento que tenho com o meu namorado é mais importante que qualquer amizade que possa surgir.

Em relação a esta situação acho que me vai fazer muito bem ir para a universidade invés de ir trabalhar, visto que assim vou ter oportunidade de conhecer novas e mais pessoas e, talvez, mudar a minha mentalidade de anti-social (ou então ficar pior, LOL). Até lá ainda só cheguei a uma conclusão: arranjar amigos gays seria uma boa alternativa (daqueles sem tiques manhosos, de preferência). Mas depois pensei melhor... e se eles começassem a sentirem-se atraídos pelo meu namorado?!
Bem, acho que o dilema das amizades vai ser uma constante na minha vida...

Posts relacionados

10 comentários

  1. Eu também sou como tu. Acredita que só este ano é que desenvolvi amizades mais coises (está-me a faltar a palavra :$) com raparigas.
    Sempre fui muito mais ligada a rapazes, e até há bem pouco tempo atrás, a única pessoa que sabia tudo sobre mim era um rapaz.
    Eu conheço rapazes que separam bem as coisas, ou melhor, pelo menos um xD
    Mas vá, também pode haver uma rapariga que se interesse por ti ahah xD

    ResponderEliminar
  2. oh pá, fazes sempre textos com os quais me identifico xD

    Relativamente às raparigas, sim a maioria são cabras! O meu último ano no secundário revelou coisas que eu nunca poderia imaginar que acontecessem se não em filmes. E neste filme estavam envolvidas as raparigas da minha turma (ainda para mais uma turma sem um único rapaz)!

    Na questão das amizades com rapazes, cada vez acredito mais que seja possível. A meu ver, conseguimos perceber se eles querem mais do que uma amizade ou não.
    Por acaso tenho tido sorte, e nas ultimas semanas tenho vindo a conhecer mais rapazes que raparigas e sinto-me muito mais á vontade com eles do que com elas.

    Com a universidade vais conhecer de tudo, de certeza!

    ResponderEliminar
  3. Acho que para começar tens de te libertar desses receios. Vão haver sempre pessoas que nos vão desiludir, mas pelo meio também vais encontrar algumas que serão para manter.
    Mas gostei do post, tem aí algumas verdades :b

    ResponderEliminar
  4. Antes demais boas minha querida! Há já muito tempo que não vinha aqui devido às minhas férias e à ausência de internet de qlq das formas não posso deixar passar isto. É possivel sim conseguir uma amizade com rapazes, melhor te digo é preferivel ter uma amizade com rapazes e se te deres conta acabas por perceber que são realmente de confiança. A minha irmã está rodeada de rapazes o ano inteiro e acredita eu não tenho metade dos amigos dela...e admiro muito porque tratam-se todos como irmãos :)... Mas lá está essa conquista dura um grande tempo... também tenho amigos de todo o género nomeadamente interesseiros, falsos e traidores. Mas é o que se descobre ao fim de um ano :( De qualquer das formas acho que deves dar uma oportunidade a ti mesmo de socializares mais ;) Não tenhas medo :* Beijoquinhas**

    http://realdreams-liliana.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Não percas a esperança porque eu conheço alguns desses rapazes que dizes serem prodígio! :P
    Aliás, eu tenho um melhor amigo e não uma melhor amiga. E sabemos separar as coisas. Não te vou dizer que nunca estivemos confusos. Já estivemos claro, mas soubemos ultrapassar isso e digo-te que isso fortaleceu em muito a nossa amizade. Portanto continua à procura que vais encontrar um rapaz que vai ser teu amigo e sem segundas intenções. ;)

    ResponderEliminar
  6. Este post eu tinha de comentar! Revi-me em tudo neste post! A primeira parte então.. lá está, acabam sempre por me desiludir e é por isso que eu hoje digo que não tenho "melhor amiga", não confio em ninguém a 100%, não ponho as mãos no fogo por ninguém, nem nada do género.. mas enfim, tal como tu, também já me habituei à ideia e não ando aí a chorar pelos cantos por tal coisa.
    Quanto à questão da amizade com os rapazes, eu tenho um ponto de vista que, à partida, pode parecer um pouco infantil, mas falo por experiência própria.. O meu melhor amigo é um rapaz! Conhecemo-nos quase desde que nascemos (éramos vizinhos), somos como irmãos e tenho a certeza que nenhuma das partes vê a outra de uma forma "sexual", digamos assim.. e olha que ele é super engatatão xD Costumamos estar muito tempo sem nos vermos porque a vida assim o quis, mas quando nos encontramos é como se nunca nos tivéssemos "separado". Mas eu tenho uma teoria que é a seguinte: isto só é possível porque nos conhecemos desde pequenos, ainda antes de começarmos a ver o sexo oposto de uma forma "sexual", faço-me entender? Não acredito que nas nossas idades seja possível fazer uma amizade assim com alguém do sexo oposto. Vamos ser sinceras.. eles não estão muito interessados em amizades e se não te vêm como um possível engate, também nem sequer se vão dar ao trabalho de "perder tempo" a falar contigo. Todas as minhas amigas que diziam que eu estava errada, acabaram, também por experiência própria, a dar-me razão neste aspecto.
    Também adorava ter um amigo gay (e não bicha), acho que é como teres o melhor dos dois mundos numa só pessoa ahah.
    ***

    ResponderEliminar
  7. Como eu me identifico contigo. Todas as raparigas que eu considerava amigas, revelaram-se, mais cedo ou mais tarde, não o serem :|

    não sei se isto se passa contigo ou com as meninas que já comentaram, mas penso: Será que sou eu que tenho algo de errado?

    Bem quanto a amigos rapazes, o meu «melhor amigo» é rapaz. Desde os 16 anos que o somos (actualmente temos 20 anos). Claro que às vezes nos zangamos e tudo mais, mas é totalmente diferente. Acho que há um ponto de equilíbrio, que em amizades entre raparigas não existe.

    Beijinhos : )

    ResponderEliminar
  8. Obrigada a todas pelos vossos comentários, tenho gostado de conhecer os vossos pontos de vista :D

    Liliana: Eu acredito que um melhor amigo rapaz pode ser tão bom como uma melhor amiga rapariga, basta haver confiança e saber que nenhuma das partes está interessada em algo mais.
    E isso de pensar se há algo de errado connosco próprias, bem, eu já pensei nisso várias vezes mas, orgulho ou não, acho que não fui eu que tomei as decisões erradas e que não fiz nada assim de tão grave em relação ao que me fizeram depois (as tais desilusões).

    ResponderEliminar
  9. Ainda tens boas amigas, sabes disso.
    Mas compreendo-te ás vezes parecem uma coisa e afinal são outra. Já me aconteceu isso muitas vezes.

    Podes contar sempre comigo. Bjs

    Continua assim.. o blog tá um máximo

    ResponderEliminar
  10. Como em me identifico em varias coisas que aqui disseste!!!
    Eu sinceramente acho complicado uma relação de melhores amigos com rapazes... tambem pela minha experiencia o instinto "perdador" deles vem sempre ao de cima. Conseguem ser bons amigos, ter opiniões mais directas e sinceras que as raparigas, mas melhores amigos?? Difiiicil eu acho.

    A faculdade possibilita-te conhecer muita gente diferente! Podes criar boas amizades lá. No entanto há ambiente de grande competitividade (falo pela minha experiencia) e alguma falsidade. Há que ter cuidado com isso!!***

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}