reflexão | Loucuras pela fama

20.6.11 SARA SILVA 5 Comments

Estava eu aí a passear por uma página de internet em particular quando me deparo com fotos de um desfile em lingerie. Bem, eu, já que não estava a fazer nada de jeito e também não tinha nada de jeito para fazer, decidi ir ver as fotos, até porque estava lá uma pessoa conhecida.
Vejo uma, vejo outra... e começo a ter noção do quanto duvidoso tinha sido aquele evento: o fotógrafo/a não sabia fotografar (cortou partes do corpo a alguns dos "modelos", LOL), a passerelle era no chão, os modelos estava com poses muito deselegantes (o que significa que não eram profissionais), o desfile era ao ar livre,  as raparigas tinham vestida lingerie um tanto ou quanto erótica, a maquilhagem parecia um borrão, umas desfilavam calçadas e outras descalças... por aí adiante.

Isto deixou-me a pensar numa coisa: um desfile daqueles não deve ter sido pago, parecia ser aberto ao público e as "modelos" mostravam não ter grande experiência, então o que leva alguém (principalmente as mulheres) a exporem o seu corpo daquela forma? Afinal, aquilo é lingerie com tudo o que inclui (estou a falar de ligas, corpetes... ), não são propriamente roupões, o corpo delas estava ali à mostra para quem quiser ver, incluindo rebarbados daqueles que mal vêem mulheres de saia ficam logo a babar-se todos, quanto mais se virem as maminhas todas repuxadas e os rabos à mostra...

Este caso levou-me a pensar noutras situações que todas vocês devem conhecer também, casos em que as pessoas fazem qualquer coisa para serem consideradas "modelos" e/ou, principalmente, para se tornarem conhecidas. Isso assusta-me um bocado, afinal onde está a DIGNIDADE? Será que já ninguém sabe o que significa?
Eu já fiz desfiles em lingerie, mas certifiquei-me que eram coisas como deve de ser e que realmente valeriam a pena, quer do ponto de vista monetário quer a nível de privacidade, porque eu não me sinto muito à vontade para expor o meu corpo dessa forma assim para uma multidão, principalmente porque lingerie deste género suscita sempre algum teor sexual, e ainda pior se for um desfile aberto ao público, como aquele dava a entender que era...

Pode parecer que estou a exagerar, mas pensem comigo: vocês estariam dispostas a fazer o mesmo, conhecendo as circunstâncias e sabendo que o iriam fazer a custo zero?
Quer dizer, nos dias de hoje parece que já (quase) toda a gente mostra o corpo como quem tenta vender alguma coisa, por isso se calhar devia começar a habituar-me e a ficar menos admirada com situações destas...

Posts relacionados

5 comentários:

*Lili* disse...

Por acaso, estou de acordo, hoje em dia parece que a "mulher" (e sublinho e coloco em itálico, porque refiro-me a toda a secção feminina) não tem vergonha de nada, não há timidez, não há fofura, não há vergonha... Há sim "Ah sou podre de boa deixem-se de coisas" O.o WTF? Eu diria que de facto o nosso país vai de mal a pior, mas se calhar isto é mesmo um mal a nível mundial, sinto-me cada vez pior por saber que pertenço a esta nova geração sem vergonha e criatividade alguma... Enfim :(

http://realdreams-liliana.blogspot.com/

Miss Bad disse...

Eu não era capaz :x aliás, não há rapariga que eu conheço que não tenha um book e já tenha feito uns "trabalhos" LOL

Su90 disse...

Querem tanto uma coisa que se metem em tudo o que aparece e sem pensar nas consequências :/. Pior é que há pessoas que nem devem ter consciência disso.

estou 100% de acordo contigo , não são coisas para fazer dessa maneira porque estamos a falar da nossa privacidade, como tu o disseste e muito bem. Se fosse um desfile tão fraco como esse , rejeitava . Não é com desfiles desse que uma pessoa que sonha ser modelo consegue evoluir o suficiente , na minha opinião.

Daniela Salsa disse...

ahaha como te percebo. Na minha territa existe todos os anos um desfile em Julho ou Agosto para dinamizar as lojas da minha zona, que não são muitas e as que há não são lá muito interessantes :)

Uma altura participei porque uma das minhas primas, que na altura tinha 8 ou 9 anos, inscreveu-se mas como tinha curso de passerelle as outras meninas da idade dela, cheias de ciume, começaram a pô-la de parte a chamar-lhe nomes feios.

Comecei a ir com ela aos ensaios e a ensaiadora pediu-me para substituir uma rapariga que entretanto não podia ir.
Foi uma experiência divertida mas o melhor foi que no dia do desfile estava a chuviscar e a marca que eu ia representar não queria molhar a roupa e cortou-se. Ou seja, fui com a minha própria roupa (eu e os meus parceiros haha).
Mas o melhor foi: as vedetas que se acham modelos e que participam em TODAS as edições tinham o privilégio de escolher as melhores marcas e desfilavam 5 ou 6 vezes incluindo a roupa interior. Horrivel. Não nos pagavam nada, nem um petisco, e elas, que iam ás lojas escolher o que queriam vestir, escolhiam sempre desfilar de tanga. Não imaginas o nojo que é ver pessoas com rabos flácidos a desfilar haha

Nos dias seguintes, era só fotos no facebook de algumas.

eu pessoalmente só desfilaria com alguma coisa decente, mas não gosto muito de desfilar e não preciso disso para me exibir como algumas pessoas fazem. Mas o que mais gosto é saber que apesar de não 'ser vedeta' como algumas, fui diversas vezes abordada na rua por representantes de agências de modelos. Gostava e gosto dessas abordagens (pois começam logo a dizar 'tens uns olhos lindos e um cabelo fantástico' ahaha) mas nunca quis entrar nesse mundo apesar de uma parte dele (fotografia e marketing) me fascinarem

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}