reflexão | Maquilhagem: qualidade ou quantidade

by - sábado, maio 21, 2011

Já tinha saudades de fazer um longo post de opinião e acho que vocês também porque, afinal, posts destes tornam os blogs mais interessantes e informativos, eu acho :)

O assunto que vos trago hoje está relacionado, como o título indica, com a qualidade versus quantidade da maquilhagem que temos. Eu já tinha idealizado este post há mais tempo e até pensei em fazê-lo em vídeo onde eu apareceria a expor a minha opinião, mas como os meus últimos vídeos não tiveram assim tanta aderência e eu nem sempre tenho vontade de os fazer, decidi simplesmente escrever :)

Actualmente há inúmeras marcas de maquilhagem: umas mais conhecidas, outras menos; umas mais caras, outras mais acessíveis e, como tudo, umas com mais qualidade e outras nem por isso. Geralmente diz-se que o preço é sinonimo de qualidade mas eu defendo que nem sempre é assim e acho que isso é uma ideia que as marcas têm vindo a tentar combater, de forma a conquistar novos públicos. 
Com tanta variedade de escolha, é normal que fiquemos confusas em relação a qual delas preferir (o que me acontece várias vezes) e a questão é: em quais marcas investiram vocês quando começaram a querer descobrir e a aventurar-se no magnífico mundo da maquilhagem e quais usam agora?
Eu confesso: na altura em que me comecei a interessar por maquilhagem coincidiu com o boom de lojas chinesas no nosso país, e o que é que eu fazia? Comprava maquilhagem nos chineses! A minha mãe não gostava nada e passava a vida a dizer-me para não o fazer porque eram produtos duvidosos e que o mais provável era fazerem-me mal à pele, mas eu quase que não conseguia evitar devido à variedade de produtos e cores e, principalmente, por causa do preço! Era fantástico imaginar que podia levar para casa montes de sombras e batons por menos de 10€! Além disso, como ainda estava a aprender a usar a maquilhagem, achei que era mais económico começar com produtos mais baratos e com os quais não sentisse que os estava a desperdiçar, LOL.

Hoje em dia, depois de já ter experimentado várias marcas e de ter aprendido mais acerca de maquilhagem, cheguei à conclusão que é mesmo verdade: a maquilhagem dos chineses não presta. Ainda tenho alguns produtos que comprei nessas lojas e acho que não valem mesmo a pena: a pigmentação quase que não existe, a duração é menos que pouca, as tonalidades são duvidosas… tudo isto se resume em duas palavras: má qualidade! Isto não é uma crítica a quem compra nos chineses, mas de certeza que concordam comigo quando digo que mais vale ter uma ou duas sombras de confiança e que sabemos que não nos desiludem, do que dez ou vinte que de quase nada nos servem, além de ocupar espaço. Eu penso assim e, por isso, ultimamente tenho-me tornado mais exigente em relação à maquilhagem, optando por marcas nas quais confio e tentando informar-me sempre acerca dos produtos que estou a pensar comprar (para saber se realmente valem a pena).

Eu não tenho propriamente um "à vontade financeiro" que me permita comprar Channel, MAC, Make Up For Ever, YSL ou até mesmo Bourjois, acho que os preços são um abuso, mas compreendo que compensem a qualidade. Simplesmente opto por comprar maquilhagem que me satisfaça e ao mais baixo preço que eu conseguir.

Hoje em dia, já não compro maquilhagem (nem vernizes) nos chineses, comecei a descobrir novas marcas com as quais fico satisfeita e que, apesar de custarem mais que 1 ou 2€, sei que o valor que dou por elas compensa em vários aspectos, nomeadamente a qualidade. Pouco a pouco, tenho vindo a conhecer lápis que não borratam os olhos, sombras que não ficam acumuladas na dobra das pálpebras, bases que não desaparecem na pele e por aí fora... é ou não é bom? Claro que sim.

No fundo com isto, quero apelar ao vosso lado mais exigente: escolham produtos bons invés daqueles que vocês não sabem se realmente são de confiança porque, às vezes, o dinheiro que gastam neles, porque são baratos, dava para comprar um produto que é realmente bom. Além disso tenham sempre em conta que há que ter um especial cuidado com a maquilhagem que se usa, pois, ao ser aplicada na pele, todas as suas substâncias passam automaticamente para o nosso organismo e, até que ponto sabemos que não são prejudiciais?

Posts relacionados

1 comentários

  1. Gostei imenso desta tua exposição. Eu comecei a usar maquilhagem há muito pouco tempo mesmo (pouco mais que uma semana) e optei por uma marca "média" penso eu. Não sei se fiz bem ou mal! Já agora que marcas costumas usar?
    Beijinhos, vou seguir-te*

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}