beleza | Dilemas do cabelo

by - terça-feira, maio 24, 2011

Eu gosto do meu cabelo, mas há dias ou até mesmo semanas, em que me sinto farta dele: do corte, da cor, do comprimento... Geralmente tudo começa quando vejo fotos de alguém com um cabelo fantástico e, automaticamente, sinto-me com vontade de fazer uma mega alteração de look. Hoje sinto-me inspirada neste género:
é a irmã mais nova das gémeas Olsen: Elizabeth Olsen! Não é linda?
Claro que isto é um dos muitos ilusórios looks de Hollywood porque ninguém acorda com o cabelo assim, mesmo que o corte seja o mesmo. Além disso é um bocado (muito) improvável eu arriscar neste género porque, primeiro, o meu cabelo é pintado de preto, o que ia implicar uma descoloração brutal e com muitos danos à mistura e, segundo, eu não sei se fico bem de loiro. Mas pronto, continuo a adorar o estilo...
Outro aspecto que me atormenta (e este ainda mais) é a franja! Eu sempre tive uma franja assim meio despercebida mas que se moldava muito bem e ficava sempre no sítio que eu queria (primeira foto), mas acabei por me fartar dessa imagem e em Setembro de 2009 fiz uma franja mesmo franja e era feliz, mas acabei por me desleixar e deixei-a crescer, até que agora só a consigo usar presa.
a minha franja em 2008 e 2009 (desculpem as fotos da caca mas estas foram das poucas que se escaparam quando eu eliminei os meus álbuns de fotos)

Seguem-se outros looks que eu já adorei e idealizei para mim (inspirem-se):
aqui interessa o corte, o comprimento
e o cabelo ruivo (nunca tinha reparado
nas pontas pretas senão agora!)
deste blog
montagem feita por mim a partir de fotos dela
Lily Allen no videoclip "The Fear"
desejo secreto: adorava ter uma madeixa turquesa
Sim, eu tenho gostos um bocado instáveis, LOL. Mas no fundo é isto: eu vivo dividida entre mudar o corte e a cor do cabelo, mas os "se" invadem-me a cabeça, eu fico super confusa e acabo por não fazer nada. Além disso há o factor "agência" porque eu sou modelo exclusiva numa agência e, como tal, eu não posso andar a fazer o que eu quiser ao meu cabelo porque convém manter a mesma imagem e, neste caso, ter a franja comprida dá-me jeito pois torna-se mais versátil para quando precisam de me fazer penteados.

Vocês também têm este dilema? O que fazem? Para mim é uma constante, principalmente quando se chega a altura de cortar as pontas espigadas e pintar (como agora). É caso para dizer, como nos pacotes de açúcar, "Um dia... arrisco e mudo de look".

Posts relacionados

4 comentários

  1. se decidires arriscar eu acho que deste looks que expuseste devias seguir a onda da menina de chapéu ou da Lilly Allen;***

    ResponderEliminar
  2. a mana Olsen é mesmo bonita!
    é normal cansarmo-nos com o nosso cabelo e achar o das outras sempre melhor :p mas eu raramente me atrevo a mudar, pq o meu demora imeeeeeeeeeenso tempo a crescer :/

    ResponderEliminar
  3. eu já fiz muita merda ao meu cabelo e já tive uns looks de deixar de boca aberta ou então a morrer de rir, eu durante muito tempo, cortei o cabelo a mim própria e fiz um monte de maluquices, mas agora, agora decidi estabilizar :x ve lá o que fazes, ainda te arrependes..

    ResponderEliminar
  4. Olha eu recentemente fiz uma mudança ao cabelo, fiz um corte a direito bem mais curto do que tinha... e estou a adorar! O meu cabelo ficou saudável, sem pontas espigadas nem queimadas e vai crescer! Eu adorei o primeiro look e acho q te ia ficar bem :)


    http://fashionviktima.blogspot.com

    ResponderEliminar

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}