reflexão | It Girls: adorar ou desvalorizar?

19.4.11 SARA SILVA 1 Comments


Uma It Girl é geralmente um mulher jovem carismática, que chama a atenção pela sua forma de vestir e ser, por ter algo de especial (o "it"). As it girls criam tendências, sobretudo de moda, e são seguidas por um grande grupo de admiradores via internet. Exemplos de it girls: Ciara do blog The Blonde Salad, Olivia Palermo e Whitney Port da série The City, a personagem Blair Waldorf da série Gossip Girl, Kylie Kardashian, entre outras.

Cada vez ouvimos falar mais de it girls, e eu não sei se é caso para as adorar ou desvalorizar.

As it girls têm o look, as roupas, os acessórios e, no fundo, aparentemente a vida que nós adoraríamos ter. Olhamos para elas a ficamos rendidas à sua elegância, ao seu carisma, boa aparência e sucesso. Têm incontáveis artigos de marcas e de estilistas conceituados, recebem convites para festas e desfiles, dão entrevistas e são conhecidas um pouco por todo o mundo via internet. Vivem num mundo de glamour e estilo que todas nós gostaríamos de experimentar, nem que fosse por um dia.

Por estas razões, estas raparigas especiais são uma grande fonte de inspiração para muitas raparigas comuns, que se sentem atraídas pelo mundo da moda e que recorrem à imagem das it girls para encontrar o seu próprio estilo. 

Podemos considerar que essas raparigas comuns são influenciáveis e, por essa razão, passam imediatamente a adorar tudo o que vêm a it girl usar - "se elas usam, é moda e eu tenho de ter"! A meu ver, esta admiração é exagerada porque, muitas das vezes, essas raparigas especiais usam artigos que, ou são muito vulgares e simples, ou são demasiado extravagantes para serem usados no dia-a-dia de uma pessoa comum. 

Eu acho que essas pessoas já estão tão habituadas a que tudo o que as it girls vestem seja do bom e do melhor ( = coisas caras e cobiçadas), que deixaram de conseguir distinguir o que é realmente de bom gosto. Não interessa se elas saem à rua com mil padrões misturados na roupa, se usam cores que ofuscam ou sapatos que ninguém iria comprar antes de aparecerem nos pés delas... parece que tudo o que estas raparigas usam se converte, automaticamente, em objectos de desejo apenas por que sim. 

Há que haver espírito crítico e ser a própria pessoa a decidir se gosta e se sente bem a usar determinado artigo, em vez de o usar apenas porque uma it girl faz sucesso com ele. As it girls devem ser vistas como formas de inspiração e não como afirmações de tendências, até porque ninguém as nomeou mestres supremas da moda: elas são o que são porque um grupo de pessoas da área as admiram, apenas isso.

No fundo, o que realmente interessa é que nos mantenhamos fieis a nós próprias, que cultivemos os nossos gostos pessoais e não que sigamos a multidão como cada vez acontece mais.

Posts relacionados

1 comentários:

ana s. disse...

Concordo a 100%! Confesso que não sigo muito essas "It Girls", também porque sei que a maioria das peças e o estilo delas está inacessível a mim..
***

Obrigada pelo teu comentário ♡
{activa a opção 'Notificar-me' para saberes quando respondi}